OBRAS NA BAIXADA VÃO GANHAR REFORÇO ESPECIAL

Quando o Atlético ofereceu a Baixada para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014, não parecia ser um projeto viável. O tempo foi passando, e tentativas de angariar apoio da verba pública receberam logo a críticas de opositores da ideia. E realmente tudo parecia estar indo de mal a pior. Mas o Atlético Paranaense se colocou frente ao problema, e usando de todos os meios que possui, parece estar levando a sério a ideia.

Depois de muita especulação, e apesar dos protestos dos torcedores alviverdes, as obras na baixada  deverão ganhar força total a partir do dia 24 de abril. Enquanto os pessimistas achavam que a obra não passava de mero delírio da diretoria rubro-negra, o Atlético fez por onde e já deixa bem claro que as obras começaram e bem. Ao contrário do que todos pensavam, no dia 19 de março, só dava Operário na Baixada. Agora a obra vai ganhar um reforço todo especial no dia 24, com a chegada da máquina COXA-BRANCA.

CORITIBA 2011 – INVICTO E COM 16 VITÓRIAS CONSECUTIVAS. A MÁQUINA COXA-BRANCA!

Com 16 vitórias consecutivas, e invicto em 2011, o Coxa passou pelo Atlético Goianiense e avança para as oitavas de finais da Copa do Brasil.

MUITA MÚSICA… é só clicar no título!

   

Clique no nome da música e aguarde por uns instantes. Você ouve a música, vê a letra e toda a historia da música , e ainda pode saber tudo sobre ocompositor e interprete.

Músicas brasileira de todos os tempos e pra todos os gostos…

 1800 Colinas (1974)
A Banda (1965)

A canção tocou na hora errada (1999)
A Deusa da Minha Rua (1940)
A Deusa dos Orixás (1975)
A Flor e o Espinho (1964)
A Loba (2001)
A Miragem (2001)
A Noite Do Meu Bem (1959)
A paz do meu amor (1974)
A Praça (1967)
Adeus Cinco Letras que choram (1947)
Agonia (1980)
Águas de Março (1972)
Ainda lembro (1994)
Alegria Alegria (1967)
Alguém como tu (1952)
Alma (1982)
Alma Gêmea (1995)
Alvorada no Morro (1973)
Amélia (1941)
Amor e Sexo (2003)
Andança (1968)
Anos Dourados (1986)
Ao que vai chegar (1984)
Apelo (1967)
Apesar de Você?? (1972)
Argumento (1975)
Arrastão (1965)
As Loucuras de uma Paixão (1997)
Atire a Primeira Pedra (1944)
Atrás da Porta (1972)
Ave Maria no Morro (1942)
Baila Comigo (1980)
Balada do Louco (1982)
Bandolins (1979)
Beija eu (1991)
Bem Querer (1998)
Bilhete (1980)
Brasil (1988)
Brasileirinho (1949)
Brigas (1966)
Caça e Caçador (1997)
Caçador de mim (1980)
Café da Manhã (1978)
Cama e Mesa (1984)
Caminhando (1968)
Caminhemos (1947)
Canta Canta minha gente (1974)
Cantiga por Luciana (1969)
Canto das Três Raças (1974)
Carolina (1967)
Castigo (1958)
Chama da Paixão (1994)
Chega de Saudade (1958)
Chove Chuva (1963)
Chuvas de Verão (1949)
Cio da Terra (1976)
Codinome Beija Flor (1985)
Coisinha do Pai (1979)
Começar de Novo (1978)
Começaria Tudo Outra Vez (1976)
Como Uma Onda (1983)
Conceição (1956)
Conselho (1986)
Conto de Areia (1974)
Copacabana (1947)
Coração de Estudante (1983)
Dança da Solidão (1972)
Dandara (2005)
De volta pro meu aconchego (1985)
Desabafo (1979) 
Desafinado (1958)
Desenho de Deus (2006)
Deslizes (1989)
Detalhes (1970)
Devagar… Devagarinho (1995)
Dez a Um (1997)
Dindi (1959)
Disparada (1965)
Dois (1997)
E daí (1959)
Encontro das águas (1993)
Encontros e Despedidas (1985)
Epitáfio (2001)
Espanhola (1999)
Esse seu olhar (1959)
Estão voltando as flores (1961)
Estranha Loucura (1987)
Estrela do Mar (1952)
Eu não existo sem você (1958)
Eu Sei (2004)
Eu Sei Que Vou Te Amar (1958)
Eu sonhei que tu estavas tão linda (1942)
Evocação nº 2 (1958)
Evocação nº 1 (1957)
Faz parte do meu show (1988)
Festa de Arromba (1964)
Foi Assim (1977)
Foi um Rio que passou em minha vida (1970)
Folhas Secas (1973)
Fonte da Saudade (1980)
Fotografia (1967)
Gabriela (1975)
Garota de Ipanema (1962)
Gente Humilde (1969)
Gostava Tanto de Você (1973)
Gota D’Água (1976)
Grito de Alerta (1979)
Hoje (1966)
Iracema (1956)
Judia de Mim (1986)
Juí­zo Final (1976)
Lábios de Mel (1955)
Lança Perfume (1980)
Laranja Madura (1966)
Lenha (1999)
Loucura (1979)
Madalena (1970)
Mal Acostumado (1998)
Marina (1947)
Mas que nada (1963)
Matriz ou Filial (1964)
Me dê Motivo (1983)
Mel na Boca (1985)
Menino do Rio (1980)
Mensagem (1946)
Meu Bem Meu Mal (1981)
Meu Bem Querer (1980)
Meu ébano (2005)
Meu mundo e nada mais (1976)
Minha Namorada (1962)
Modinha (1968)
Molambo (1953)
Momentos (1983)
Mulher de Trinta (1960)
Mulher Ideal (2002)
Mulheres (1998)
Namoradinha de um amigo meu (1965)
Não deixe o samba morrer (1975)
Naquela Mesa (1970)
Negue (1960)
Ninguém Me Ama (1952)
Nobre Vagabundo (1996)
Noite dos Mascarados (1967)
Nos bailes da vida (1981)
Nuvens (1995)
O Barquinho (1961)
O Bêbado e a Equilibrista (1979)
O Caderno (1983)
O Canto da Cidade (1992)
O Mar Serenou (1975)
O que é o que é (1982)
O Surdo (1975)
O Último romântico (1984)
Oceano (1989)
Olho por Olho (1977)
Ontem (1988)
Os Amantes (1977)
Ouça (1957)
Outra Vez (1977)
País Tropical (1969)
Paixão (1981)
Papel Machê (1984)
Paratodos (1993)
Partituras (1995)
Passarela no ar (2006)
Pedacinhos (1983)
Pedaço de Mim (1979)
Pela Luz dos Olhos Teus (1977)
Poema do Adeus (1961)
Por mais que eu tente (2005)
Pra Você (1972)
Preciso aprender a ser só (1965)
Prova de Fogo (1967)
Purpurina (1982)
Quando eu me chamar Saudade (1974)
Quarto de Hotel (1980)
Quem é Você (1995)
Recado (1990)
Regra Três (1973)
Resposta ao Tempo (1998)
Retalhos de cetim (1973)
Roda Viva (1967)
Ronda (1953)
Rosa de Hiroshima (1973)
Saigon (1989)
Samba de Orly (1971)
Samba de uma Nota Só (1960)
Samba do Avião (1967)
Samba do crioulo doido (1968)
Samba em prelúdio (1962)
Samba pra Vinicius (1980)
Samurai (1982)
Saudosa Maloca (1955)
SE (1992)
Se eu quiser falar com DEUS (1980)
Se não é amor (2005)
Se quer saber (2002)
Se queres saber (1977)
Se Todos Fossem Iguais a Você (1957)
Sem Fantasia (1967)
Seu Corpo (1975)
Só Louco (1976)
Só Pra Contrariar (1986)
Sol de Primavera (1994)
Sonhos (1994)
Sozinho (1999)
Sufoco (1978)
Ta na Cara (1998)
Tem coisas que a gente não tira do coração (1996)
Tereza da praia (1954)
Tigresa (1977)
Tiro ao Álvaro (1980)
To Voltando (1979)
Toada (1979) 
Todo o Sentimento (1987)
Travessia (1967)
Trem das Onze (1965) 
Tristeza pé no chão (1972)
Tudo com você (1983)
Última Inspiração (1940)
Um certo alguém (1983)
Um Dia de Domingo (1985)
Um Homem também chora (1983)
Upa Neguinho (1967) 
Vai Passar (1984)
Valsinha (1971)
Vê se me erra (1992)
Velho Realejo (1940)
Verde (1985)
Viagem (1973)
Viajante (1989)
Viola Enluarada (1967)
Você (1974)
Você abusou (1971)
Você é Linda (1983)
Você passa eu acho graça (1968)
Volta por cima (1962)
Wave (1977)

FILOSOFIA CURTA E GROSSA

CRIANÇAS E CAMISINHAS. VOCÊ AINDA VAI SENTIR FALTA DE UMA!

COMO BAIXAR MÚSICAS DIRETO DO YOUTUBE?

Não se apavore. É muito mais fácil do que você imagina. Pode dispensar a ajuda do cunhado, do filho e de todo e qualquer outro interesseiro que possa vir a propor negociações absurdas para você. Você consegue. Acredite no seu potencial. Respire fundo, desligue o celular e joque fora essa bolacha Maria que está há uma semana ao lado do seu notebook.

Pronto? E lá vamos nós. Que a força esteja contigo!

Procure na internet a página do KeepVid Downloader .

Não quer procurar? Eu te ajudo.

Mas antes. Se clicar em cima, abra a página em outra guia. Assim você pode voltar aqui para eu continuar te ajudando. Não precisa mais de mim? Foi um prazer.

Já voltou? Sigamos então. Você abrirá está página.

Faça-me um favor. Clique em cima do link e não da imagem.

http://keepvid.com/?url=http%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3D-cVbLa4vWsY%26feature%3Drelated

Pronto.

Calma. Não se desespere. Essa janela que abriu aí para executar não é um vírus. Também não é radioativa nem transgênica. É apenas um programinha que você tem que executar para baixar o vídeo.

Por acaso é isso que você está vendo?

Pode clicar em executar.

Achou? Não? Então veja a figura acima.

Pronto. Clicou? Agora escolha a pasta onde você deseja salvar o vídeo.

Não sabe fazer isso?

Então chame o seu cunhado.

Mas, vamos supor que você quer baixar o arquivo no formato MP3, que é para ouvir a música direto no som de sua Brasília rebaixada. Você é “XIQUE” bem.

Então vamos lá.

Desde o começo.

Atualmente tenho usado o programa DVD VÍDEO SOFT. Ele funciona de forma bem simples. Você baixa o programa. Já com o programa instalado no seu computador – e acredite que é necessário fazer isso antes, você abre o programa. Abre seu navegador na internet e acessa o youtube. Você faz a pesquisa e abre o vídeo que deseja baixar.  Achou? Parabéns!

Agora você vai até a barra de endereços e copia o endereço (ou URL) do vídeo.

Depois, minimiza a janela e cópia o link já no DVD VÍDEO SOFT.

Escolha a pasta onde deseja salvar o arquivo, e seja feliz.

Calma. Respire fundo. Você pode estar perguntando onde baixar o programa.

Eu estou aqui para lhe ajudar. Não tire os olhos do texto.

http://www.dvdvideosoft.com/products/dvd/Free-YouTube-to-MP3-Converter.htm

Pronto.  Essa coisinha cheia de letras, barras e tal, é o endereço da página onde você baixa a bagaça. Vai lá. Eu te espero. Pode ir. Eu estarei aqui. E se não estiver, a minha página estará.

Ao clicar no link acima, você verá isso aqui.

E acredite. Para fazer o download, você vai ter que clicar em download.

Pronto. Agora pode falar para os amigos que você conseguiu isso sozinho.

Não conseguiu?

Faça-me um favor. Vá chamar o seu cunhado. Não tem cunhado?

E como foi que você chegou até aqui sozinho?

Não minta pra mim.

MÚSICA É A MATEMÁTICA QUE APRENDEU A SE EMOCIONAR! (Samuel Rangel)

_____ x ______

A VIDA EM 45 GRAUS



Viver?

Ah, a vida…

Cada um tem sua receita, sua filosofia e seus perdões.

Como tenho eu mesmo meu azimute.

Gosto da ideia de navegar pela vida de través.

Saber que para se chegar a algum lugar,

antes se haverá de ter que passar por muitos.

Tangenciar o desejo. Flertar com o horizonte desejado.

Saber que a simples conquista é patética.

A alegria está no movimento que a busca proporciona.

 

Ah, a vida …

Ser pai sem deixar de ser filho.

Ser esposo sem abandonar a mãe.

Ser amigo sem se ausentar da luta.

Ter em si a criança que brinca com o ancião que se é.

 

A vida é partida em dias, ou segundos, ou anos.

A vida parece uma só, como parecemos nós um todo.

Mas o todo é feito de pequenas partes,

tantas vezes esquecidas.

Viver então é permitir-se em partes

para que se possa saber de si quem é.

Um poeta sacana, e um trovador de fórmulas racionais.

 

Viver então, é tão somente,  ou tanto,

permitir a cada uma de suas metades

um pedaço do todo.

Aceitar seus terços com fervor,

assegurar o repouso dos seus quartos.

Mandar para os quintos

A ideia de que se pode viver uma só vida.

 

Perdoe-me Vinícius e todas as suas verdades,

mas a vida nem poderia existir no singular.