FOTOS DA LUA MAIO DE 2012

 

Alguma Dicas para conseguir boas fotos da lua com um equipamento mecânico:

1) Leve em conta uma coisa. Para fotografar a Lua, considere o grande poder reflexivo deste satélite. Para fotos mais detalhadas, você poderá diminuir, ou o tempo de exposição, ou o ISO, ou ainda diminuir a abertura da lente. Se você não fizer isso, verá apenas uma esfera branca, chapada, sem detalhes.

2) Se você usa foco automático, faça a fotometria e o ajuste de foco pelas partes mais claras da Lua.

3) Para maiores detalhes, as teles maiores são mais apropriadas, porém, considere que ao aumentar o tamanho da tele, você também corre o risco de aumentar o tremor e o movimento que prejudicam a fotografia. Por mais que as velocidades sejam altas, ainda assim um pequeno movimento pode prejudicar os detalhes que você pretende. Considere a necessidade de usar um tripé.

4) A maioria das fotos que você está vendo, foram tiradas com exposições inferiores a 1/1000. O Iso sempre próximo de 100 (entre 100 e 400).

5) Não use o ISO automático.

6) Quanto maior a aproximação ( zoom), maior a colaboração com a necessidade de escurecer a foto.

7) Se ainda não conseguiu com as dicas anteriores, diminua a abertura da lente, para algo próximo do F32.

BOAS FOTOS!

A SUPERLUA EM 2012

A Lua Cheia, tão acostumada a ser objeto de admiração, protagonista das mais belas fotos, neste final de semana mereceu, e teve, uma atenção especial. Isto porque o nosso satélite, teve a maior e mais brilhante lua cheia do ano  neste sábado, show que teve início na sexta e foi até o domingo.  O fenômeno foi muito comentado nas redes sociais, sendo um convite aos profissionais e amadores da fotografia para registrar sua beleza.

 

O fato ocorreu  por que a Lua passou a 357 mil quilômetros de distância da Terra, 24.600 quilômetros mais próximo que a média. O fenômeno é chamado de Superlua, e neste ano só pode ser acompanhado neste final de semana.

Segundo Geoff Chester, do Observatório Naval Americano, a proximidade fez com que a Lua  parecesse 14% maior.  Porém como toda lua cheia, próximo ao horizonte a superlua se mostrará maior, devido a ilusão de ótica, mas sua maior proximidade com a Terra ocorreu de fato  23h34. Além de parecer maior, a Lua esteve também com uma luminosidade 30% maior, fenômeno este mais perceptível do que o próprio aumento de tamanho.

 

 

FILOSOFIA CURTA E GROSSA

“Já tive tanto nesta vida, que hoje sei bem o que quero, e dentre tudo o que quero, sei reconhecer aquilo que realmente eu preciso” (Samuel Rangel)

PATRICK PERDE GOL INCRÍVEL CONTRA O CRUZEIRO

Atlético-PR e Cruzeiro fizeram um jogo de baixo nível técnico, nesta quarta-feira, na Vila Capanema, pela Copa Brasil. No final, o time rubro-negro levou a melhor e venceu por 1 a 0, conquistando a vantagem para o segundo jogo, na semana que vem. O gol da vitória foi marcado por Edigar Junio, aos 8 minutos do primeiro tempo.

Foi a terceira derrota seguida do Cruzeiro, que ampliou sua crise e a pressão sobre o técnico Wagner Mancini. Agora, o time mineiro precisa vencer o jogo de volta – quarta-feira, em Minas – por dois gols de diferença para se classificar. O Atlético joga por qualquer empate ou mesmo uma derrota, desde que marque gols.

O jogo

O Atlético-PR começou jogando em alta velocidade, explorando as arrancadas de Guerrón pela direita. Aos 3 minutos, o equatoriano chegou a marcar, mas estava impedido.

O gol do Furacão surgiu aos 8 minutos, em uma escapada de Guerrón, desta vez pelo lado esquerdo. Ele ganhou na velocidade e cruzou para Edigar Júnio, entre dois zagueiros cruzeirenses, tocar no canto direito.

Embora tenha diminuído o ritmo, após o gol, o Atlético seguiu pressionando a saída de bola dos mineiros, que erravam muitos passes. Numa destas jogadas, aos 20 minutos, Patrick perdeu o gol mais feito da primeira etapa. Roger errou um passe pelo meio e o atacante atleticano partiu livre, mas, cara a cara com Fábio, chutou no pé da trave direita.

O Cruzeiro só mostrou alguma melhora a partir dos 30 minutos, quando criou sua principal chance de gol no jogo. Roger foi lançado e avançou sozinho, pela direita. De fora da área, ele tentou encobrir Vinícius, mas mandou para fora.

Nos 15 minutos finais, o time rubro-negro parou de atacar e a partida ficou muito truncada. O Cruzeiro teve mais volume no ataque, mas criou pouco.

O Cruzeiro dominou o segundo, mas sua superioridade foi estéril. O time tocava a bola, pressionava, mas não conseguia penetrar na área.

Em seu melhor lance, aos 12 minutos, Roger mandou uma bomba de fora da área e a bola raspou o travessão e saiu, com um leve toque de Vinícius.

Marcelo Oliveira, porém perdeu a a grande chance, aos 25 minutos. Ele avançou pela direita e de frente para o gol, chutou por cima.

Uma das melhores chances do segundo tempo seria criada pelo Atlético. Aos 31 minutos, Guerrón cruzou da direta para Patrick, que perdeu novamente, cabeceando na trave e perdendo seu segundo gol feito na partida.

No última lance da partida, Patrick deixou Héracles na cara do gol, mas o lateral perdeu de forma incrível.

UMA PEGADINHA PARA O ENEM