DOIS VICES VALEM UM TÍTULO DE CAMPEÃO?

 O Atleticano e o Coxa estavam tomando uma cerveja na mesa do bar, quando enveredaram para o papo de futebol.

Depois de horas de “o meu é isso, o meu é aquilo”, o Coxa dispara o melhor argumento de todos para encerrar a encrenca:

– “O Coritiba está na segunda final seguida da Copa do Brasil”.

Sem querer deixar por menos, o Atleticano replica:

– “E dois títulos de vice valem um título de campeão?”.

O Coxa então responde:

– “Não. Se fosse assim o teu atrético era mais que campeão paranaense. Tri-Vice!”

SANTOS 2 X 2 CORITIBA (mesmos jogando com um juiz a menos)

Não cremos que o juiz realmente quisesse prejudicar o Coritiba. Cremos somente que ele é ruim mesmo! Mas serve a boa ideia do atacante Licoln: “Os piores quatro times não são rebaixados? Faz a mesma coisa com os hárbitros então.”

PRIMEIRA MARCHA NACIONAL PELA LIBERAÇÃO DA FUNCHICÓREA!

 

 

Enquanto milhares de jovens se reunem para organizar a marcha da maconha, milhares de pais não conseguem dormir. Nós, que fazemos parte do segundo time, temos que nos organizar e promover a Marcha pela Liberação da Funchicória.

INFÂNCIA …

 

SÓ NÃO TEM NAMORADO QUEM NÃO QUER. ANIME-SE MULHER!!!

VOCÊ ESTÁ SOLTEIRA? EM PLENO DIA DOS NAMORADOS? NEM LIGUE. TEM MUITA MULHER QUE PENSA QUE NÃO ESTÁ!

 

Publicado em www.anjosboemios.blogspot.com 
segunda-feira, 9 de junho de 2008

O DIA DOS NAMORADOS, E A NOITE DOS SOLTEIROS (Samuel Rangel)

 
No Botteghino. Era véspera do Dia dos Namorados do ano passado. Após tocar algumas músicas no piano, sentei-me à mesa junto de algumas amigas. Percebi que havia uma certa tristeza preocupada no ar, como se fosse um desconforto de roupa justa, de sapato apertado.Já com o copo de cerveja na mesa, comecei a ouvir o assunto que dominava a conversa das meninas, todas belíssimas aliás. O clima pesado não vinha do bar, mas sim da data. Como havia tocado algumas músicas mais envolventes no piano, uma delas havia disparado a frase catalisadora do velório moral que se instalava naquela mesa de bar: “O Dia dos Namorados está aí, e eu estou sozinha”.Naquele momento, pensando como dono de bar, tive a intenção de resolver o clima, criando uma espécie de “Grupo de Entre Ajuda de Solteiros”, ou um “Solteiros Anônimos”, ou mesmo quem sabe, o “Congresso dos Pega Ninguém”.Então me coloquei a pensar e falar sobre essa cobrança silenciosa e cruel da sociedade, de que existem dois tipos de pessoas: O primeiro é o das pessoas “felizes que namoram”, e o Segundo é dos “infelizes que não namoram”.Pois bem. Se é assim, às favas com essa cobrança.

A verdade é que tem muita gente namorando e é infeliz demais, ao passo que tem consumidor de porção única de supermercado que está mais tranqüilo do que o Bill Gates.

Esse Dia dos Namorados, criado pelo comércio para atender aos interesses dos comerciantes no mês que está distante do Natal, não é, não pode ser, e jamais será o dia mais romântico de um casal.

Além do que, estar solteiro neste dia, acarreta em vantagens enormes para os solteiros de plantão. Algumas?

Considerando que toda traição começa com um relacionamento, você é um dos poucos que tem cem porcento de certeza de que não é corno. Falta o elemento humano para você ostentar um belo par de chifres;

Considerando que o namorado, ou a namorada, espera uma “lembrancinha”, do ponto de vista financeiro, ser solteiro é dinheiro em caixa no dia 12 de junho;

Considerando que você tem dinheiro em caixa, use esse dinheiro para se tratar bem. Se é mulher, gaste no salão o valor daquela jaqueta que você ia dar para ele. Se você é homem, imagine a quantidade de cerveja que será totalmente sua. Se você toma um Black, dessa vez você pode pedir aquele do rótulo azul, ou mesmo um dourado;

Você não será um dos 318 casais na fila daquele restaurante japonês, naquela noite em que até o macarrão vem cru.

Você não terá que trocar o restaurante japonês, pela pizzaria e a pizzaria pelo Au Au, para ver se mata a fome.

E depois de comer aquele Au Au para não desmaiar de fome, após quatro horas de inferno que você passou para tentar chegar ao paraíso, você se encaminha para o motel. Quando você encosta o carro, descobre que seu Golzinho Mil é o décimo sétimo na Fila. Na porta do Motel, um anúncio informa à fila de afoitos (tempo estimado de espera, não estimado – pois aquele último casal já passou pela portaria se pegando).

Então você resolve ir no Verde Batel. O Verde Batel da Manoel Ribas, está com a fila chegando em Santa Felicidade. O tempo está jogando contra. Já passa da uma da manhã, o sushi está pronto para ser dispensado, e você nada.

Então o rostinho da sua companhia começa a mudar.

Se você é homem, provavelmente ela vai deixar escapar o descontentamento com uma frase do tipo (podia ter pensado nisso antes), e se é mulher vai ouvir o romance acabar quando o cara revelar o plano B (meus amigos estão no Camaleão assistindo a final do Vale Tudo no Japão. Vamos lá?)

A noite acabou, pois dois bicudos que não se beijam, vão acabar indo para a casa sem nenhum romance.

Agora volto a perguntar: Tem certeza que quer uma companhia para o dia dos namorados?

Estar solteiro no dia 12 de junho, é como qualquer outra coisa na vida. Tem seu lado ruim, mas tem suas vantagens também. Apenas pense que quem deve decidir o dia de estar só, ou o dia de estar acompanhado, quem deve decidir é você, e não o comércio. Quem deve decidir seus compromissos para uma noite, é você, e não a campanha publicitária daquele shopping, pois sinceramente, tanto o cara que aparece na propaganda, quanto a menina de olhos apaixonados, são bem mais bonitos que eu, que você e que a maioria das pessoas comuns. Além do que, eles estão maquiados.Então, vamos ressuscitar a célebre frase que uma vez, embriagado, eu usei lá no Ponto Final: Ninguém é ninguém sem ninguém!Se você é solteiro, use o dia 12 de junho para você, e se você tiver vontade, encontramo-nos no Ice Beer Hot Bar para dar boas risadas de tudo isso, e quem sabe criar o “Grupo de Entre Ajuda de Solteiros”, ou um “Solteiros Anônimos”, ou mesmo um “Congresso dos Pega Ninguém”.
 
 
Ps.: Acabei de lembrar mais uma vantagem. Quando estamos solteiros, uma pizza brotinho é suficiente. E a vantagem maior é que podemos escolher os dois sabores. Não somos obrigados a pegar um pedaço de quatro queijos misturada com aquela pizza de Giló com Chocolate que a sua namorada tanto adora.

87 ANOS – ARMADA E PERIGOSA!