UMA ORAÇÃO PARA O MEU PAI

É meu pai. Como sempre, o senhor tinha razão. Passei rápido pela infância, pela minha juventude. Alcei ao patamar que se diz dos adultos, e hoje, de cabelos brancos, tenho que lhe dar razão. Ao longo dessa minha vida me opus a tantas ideias suas, deixei de seguir seus conselhos, ousei discordar de suas palavras. Tudo em nome do desejo de evoluir, de me dizer grande, homem adulto, enquanto aos seus olhos, nunca deixei de ser aquela criança, um moleque tolo, tantas vezes irresponsável, sonhador e ingênuo. E agora, neste momento, sou obrigado a aceitar que você sempre esteve certo, em tudo, inclusive quanto ao fato de que não deixei de ser uma criança. Hoje, com você distante, recebendo os cuidados médicos dentro de uma UTI, eu realmente vejo o quanto sou criança. Quando sinto o medo de te perder, pareço ser o mais imaturo dos meninos. Sinto-me fraco. Sinto que não estou pronto. Sinto que o medo me dá vontade de correr para o seu colo e pedir sua proteção. Você sempre teve razão meu bom pai, meu velho, meu melhor amigo. Eu sou tão somente um menino. E por isso te peço e peço ao Nosso Pai, ao Nosso Deus.  Não me deixe.

É. É mesmo assim, mas nem sempre.

DIAS CINZAS (Samuel Rangel) Publicado em www.anjosboemios.blogspot.com

 
Estes dias realmente parecem que vão nos matar, principalmente naqueles momentos que tudo parece dar errado. O carro morreu – antes ele do que eu, a lasanha ficou salgada demais, falta gasolina para ir naquele churrasco da chácara, e quem te liga para oferecer carona é aquele cara ou aquela guria que você simplesmente não agüenta. Então você de súbito começa a procurar as câmeras escondidas, pois você jura que está participando de uma das pegadinhas ridículas do Faustão – que segue a mesma linha. Neste momento um enorme PUTA QUE PARIU começa a crescer em seu peito, e é só acontecer mais uma que você vai largar o “palavraço” (entenda-se como um palavrão de respeito). Mas pela lógica do “só me fodo”, essa oportunidade não aparece, e feito uma gravidez abominável, você fica com a criatura entalada no gogó como se fosse um útero. O dia passa e aquele ser fica chutando em sua garganta. E nada acontece.Quer saber o que fazer nessa hora?Pois é, eu também.Mas enquanto a gente não sabe a resposta, o ideal é rir de si mesmo. Já que o dia quer te fazer de palhaço, ocupe o picadeiro com dignidade. Seja o melhor palhaço do mundo, e faça os outros rirem pela tua enorme capacidade de digerir sua própria tragédia, e transformá-la em uma alegria surpreendente.
 
Só que se permite ser palhaço por um momento, poderá conhecer a alegria de receber um sorriso como este …
E sem mais palavras